Foco de Oração de 21 Dias – O Buraco da Agulha

julho 19, 2010

Este é um tempo de observarmos NOVAS PORTAS SE FORMAREM. “Formar” significa desenvolver ou moldar a forma ou a silhueta de algo, dar significado, carácter ou natureza a algo. Outra forma de se pensar acerca de uma temporada de formação é ver algo (incluindo o condicionamento de nossa mente e corpo em relação a seus desempenhos mentais) conforme será nos dias adiante. Uma temporada de formação inclui compreensão, treinamento e disciplina. Esta fase denota os preparativos de uma parte de algo e que criará sua aparência única. Em 1 Coríntios 16:8, Paulo propôs ficar em Éfeso porque uma porta eficiente se abriu para ele em seu ministério. Muitos inimigos estão atrás da porta que está se formando para você, mas o Senhor diz: “Não se concentre nos inimigos durante esta temporada, mas observe a porta se formar e esteja pronto para entrar nessa nova oportunidade. Eu lhe darei graça para superar seus inimigos”. Efésios 6:12 nos lembra: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”
Jesus disse, “E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.” (Mt 19:24, Mc 10:25, Lc 18:25). O “fundo da agulha” ou “buraco da agulha” geralmente significava um portão estreito adjacente a um dos portões principais de Jerusalém. Um camelo podia passar por esse portão, mas com grande dificuldade. Primeiro ele tinha que se despir das mercadorias que carregava e então tinha que se ajoelhar para passar pelo portão. A imagem do camelo se esforçando para passar pelo buraco de uma agulha é uma visão bastante divertida. Entretanto, às vezes é realmente interessante quando tentamos e passamos por um lugar estreito. Palavras difíceis e tempos difíceis são também equiparados a um lugar estreito como o buraco da agulha.
O foco de oração a seguir tem SETE propósitos.

1. Primeiro, que você entenda pactos de uma maneira que você nunca entendeu antes.

2. Segundo, que sua fé seja construída e conectada às suas experiências passadas, mas que também lhe dê propulsão para o futuro.
3. Terceiro, que sua vida de oração seja mais consistente.

4. Quarto, que você continue pressionando para passar através daquele lugar difícil, estreito ou daquela situação que parece lhe vencer.

5. Quinto, que você cresça em revelação para o futuro.

6. Sexto, que você ganhe paz no meio dos “leões” que estão rugindo ao seu redor.

7. Sétimo, que o Senhor lhe revele aquela porta aberta para o seu futuro!
Dia 1: Leia Lucas 18, Mateus 19, 1 João 1 e 2. Veja o Seu Buraco da Agulha! Veja cada lugar estreito em sua vida e decrete que você será ungido para espremer-se e passar para seu novo lugar amplo.
Dia 2: Leia Números 13, 14, 16, 17 e 20. Não permita que a incredulidade e o medo prevaleçam em sua visão. Peça ao Senhor que você veja de uma nova maneira. Não permita que o ciúme, rebelião, e acusação ceguem você e o torne como o campo de Corá. A terra se abriu e engoliu o povo. Deus enviou uma praga. Peça ao Senhor para remover esses espíritos de morte do Corpo de Cristo. Devemos sempre ter cuidado em nossas atitudes e ações em relação à liderança. Podemos até discordar de uma liderança, mas devemos fazer isso de uma maneira apropriada. Quebre todos os ciclos que se referem a relacionamentos quebrados no passado com liderança. Houve muita murmuração contra a liderança dentro do campo. Moisés ficou irado e bateu na rocha. Esta foi a única vez, depois de deixarem o Sinai, que o Senhor não julgou o povo por causa da murmuração. Ao invés disso, Ele julgou Moisés e ele não pôde entrar na Terra. Peça ao Senhor para quebrar ciclos antigos de raiva que lhe detiveram cativo e lhe impediram de cruzar em direção à plenitude do Plano de Deus. O Espírito de Moisés ficou abatido, impedindo-o de revelar o modelo de Deus vindo dos céus. Peça ao Senhor para fazer…

INTERCESSÃO E TRANSFORMAÇÃO

abril 17, 2010

Não existe transformação sem intercessão. Se a transformação é o resultado de uma visitação de Deus, a intercessão tem um papel fundamental.

E muitas vezes a visitação de Deus acontece em uma situação desesperadora quando a igreja de Cristo e o povo de Deus chegam à conclusão que humanamente fizeram de tudo e nada aconteceu, e só Deus poderia ou poderá atuar para mudar uma situação problemática, então, vem o clamor por Ele.

Por isso, os que viram algo da transformação acontecer dizem que para experimentar uma visitação de Deus que leve a uma visível mudança e se verifique os sinais da ação sobrenatural de Deus, terá de ser resultado de uma busca desesperadora por Deus de um grupo de pessoas.

Íman Santoso é um homem que foi usado poderosamente para provocar um avivamento na sua terra. Houve uma transformação evidente. Ele foi, por muito anos, coordenador da rede de intercessão na Indonésia, uma das maiores nações muçulmanas em que os cristãos sofrem uma severa restrição.

Nas palavras de seu testemunho, ele declara que o povo indonês começou a interceder desesperadamente dia e noite pela intervenção de Deus, pois ele e a igreja se viram em uma situação de impotência total.

Diante das grandes perseguições que se levantavam em várias partes da sua nação e por não haver o que ou em quem confiar, só restava a busca da intervenção sobrenatural de Deus.

Quando recebemos os apelos de ajuda em intercessão pelo povo da Indonésia, uma vez que a destruição dos templos cristãos pelos muçulmanos era tão violenta, chegamos a pensar se restaria alguma igreja para dar continuidade a pregação do evangelho naquele país.

Depois do Tsunami de 2003, quando recebemos o convite para visitar aquela nação e participar da Conferência de Transformação em 2005, questionamo-nos como poderia a igreja da Indonésia estar ainda de pé. Leia o resto deste post »


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.